Aerojota
aerojotaclassificados Aerojota
(11) 94733-7020 Aerojota
(11) 3771-5737 Aerojota

737 MAX, o que deu errado com esse Boeing! / Aviador José Passarelli

O Boeing 737 MAX, é realmente um avião perigoso?


O avião mais vendido da história está no solo. O Boeing 737 MAX nasceu para ser o avião mais popular do planeta. Não faltam motivos. Trata-se da versão mais moderna do maior sucesso da aviação comercial em todos os tempos, o 737.

Ele foi anunciado em 1965, e desde então vendeu 15.233 unidades. O segundo lugar fica com a família do Airbus A320, com 14.640 unidades. Para quem não é familiarizado com modelos de aeronaves: os 737 são os aviões da Gol; os A320 compõem o grosso da frota da LATAM, antiga TAM.

O 737 MAX, anunciado em 2011, parecia a maior mão na roda da história: um avião seguro, provado por décadas de pousos e decolagens cotidianamente em todos os cantos do mundo, relativamente barato e, agora, com muito mais autonomia. Um 737 MAX consegue transportar 186 passageiros por 6.500 quilômetros sem parada técnica para reabastecer, contra 5.500 quilômetros dos 737 da geração anterior.

Isso permite voos sem escala do Brasil para os EUA, por exemplo- um feito para um avião de fuselagem estreita (aqueles de um corredor somente).

Um avião pequeno, barato e econômico, capaz de fazer viagens intercontinentais sem escala, era tudo o que as companhias queriam. Com um avião assim, elas podem gastar pouco e lucrar muito. Logo, o 737 MAX vendeu mais que passagem em promoção para a Disney: foram 5.009 pedidos. Ou seja: quase um terço de todas as encomendas que a linha 737 recebeu em todos os tempos são do MAX, que se tornou o avião mais vendido da história.

Nota: como o primeiro deles só saiu da linha de montagem em 2017, ainda há poucos voando por aí, já que a Boeing só consegue produzir umas 50 unidades por mês.

Tudo ia de vento em popa...Até que, em outubro de 2.018, um MAX da Lion Air, uma companhia aérea da Indonésia, caiu minutos após a decolagem, matando 189 pessoas. Menos de cinco meses depois, outro acidente envolvendo o modelo da Boeing. Na Etiópia, um MAX da Ethiopian Airlines também caiu logo após deixar o solo, matando 157 pessoas que estavam a bordo.

Não demorou para que se tomassem providências. Após a segunda queda, agências reguladores de aviação do mundo todo suspenderam os voos do 737 MAX. Neste exato momento, todas as 388 aeronaves do tipo que já operavam estão 'presas' no solo e o presidente da Boeing doi demitido há poucos dias.

O que causou os acidentes? O MAX é realmente um avião perigoso?



Coluna de JPassarelli

Cmte. José Passarelli
Engenheiro Cívil

Professor Universitário
Instrutor de Navegação Aérea
Teoria de Voo
Aerodinâmica em Voo em Escolas  de Aviação Civil
Escreve voluntariamente para o site AeroJota.

Gostou? Então não deixe de acompanhar todos os dias nesta coluna, mais uma dica, causo ou grande história!

Para ler mais causos, curiosidade e dicas de aviação, siga a COLUNA DE JPASSARELLI no site AEROJOTA.

Curta nossa página no Facebook AeroJota Classificados ou nosso site AEROJOTA, onde você encontra classificados de produtos, serviços aeronáuticos, filmes, fotos de aviões, dicas  e tudo que seja de interesse ao público aeronáutico. Aqui você também pode divulgar qualquer coisa voltada à comunidade aeronáutica. É fácil e grátis.

Compartilhe:
Mais Notícias
  1. Copyright ® 2016 AeroJota - Todos os direitos reservados
  2. |
  3. Produtiva WD