Aerojota
aerojotaclassificados Aerojota
(11) 94733-7020 Aerojota
(11) 3771-5737 Aerojota

Douglas B-26B Marauder o fazedor de viúvas / Piloto José Passarelli

Caixão Voador, Fazedor de Viúvas eram alguns dos nomes dados para esse Bombardeiro Bimotor


Pensar avião nos aproxima.


Douglas B-26B Marauder a “A Prostituta de Baltimore”

Uma foto iconica de um bombardeiro Douglas B-26 B Marauder conhecido como "fazedor de viúvas" (informações no texto abaixo) sobrevoando o Reino Unido unido enquanto o artilheiro do nariz fuma um "cigarrinho ",

Esta aeronave da foto "galo de briga" foi alvejada em território francês danificando o sistema elétrico, geradores e o sistema hidráulico, no entanto conseguiram levá-lo até a base de Essex no Reino Unido e durante um pouso forçado o bombardeiro derrapou para fora da pista matando os dois pilotos.

FAZEDOR DE VIÚVAS

O Martin B-26 Marauder, bombardeiro médio bimotor, foi um dos aviões de combate aliados mais polêmicos da Segunda Guerra Mundial. Era considerado um "avião quente" pela alta performance em vôo.

Suas reduzidas asas proporcionavam-lhe uma elevada carga alar (a maior das aeronaves de sua época) exigindo, por sua baixa taxa de sustentação, grande velocidade nas aterrissagens: Entre 190 e 217 quilômetros por hora.

Os Marauder – definitivamente - não eram aeronaves para iniciantes.

Infelizmente, a premente necessidade dos Estados Unidos, em formar muitos pilotos em pouco tempo resultou em vários acidentes de treinamento.

Os B-26 eram bastante impopulares entre os alunos de grupos de bombardeiros que deram vários apelidos nada enaltecedores ao avião, tais como: “Fazedor de Viúvas”, “Caixão Voador” e “A Prostituta de Baltimore” (por não possuir “meios visíveis” de se sustentar).

Acidentes também aconteceram com pilotos experientes, porém habituados a aeronaves mais dóceis de controlar.

Muitas tripulações passaram a apreciar a sua agilidade, forte armamento defensivo e a robustez de sua estrutura.

Os Marauder da 9ª Força Aérea dos Estados Unidos obtiveram a mais baixa taxa de perdas em missões operacionais entre os aviões de combate americanos em território Europeu: menos de 1,5 %.

Fique vivo, voe padrão comandante!

Leia o avião; pilote o Manual!

Boa viagem!

Avião não admite erro.

Nunca deixe que um avião leve você para um local onde sua mente não tenha chegado sete minutos antes.

Coluna do Aviador José Passarelli

Engenheiro Cívil
Professor Universitário
Instrutor de Navegação Aérea
Teoria de VooAerodinâmica em Voo em Escolas de Aviação Civil
Escreve voluntariamente para o site AeroJota.

GOSTOU? ENTÃO NÃO DEIXE DE ACOMPANHAR TODOS OS DIAS NESTA COLUNA MAIS UMA GRANDE HISTÓRIA!

Para ler mais causos, curiosidade e dicas de aviação, siga a COLUNA DE JPASSARELLI no site AEROJOTA.

Curta nossa página no Facebook AeroJota Classificados nosso site AEROJOTA, ou Instagram @aerojota onde você encontra classificados de produtos, serviços aeronáuticos, filmes, fotos de aviões, dicas  e tudo que seja de interesse ao público aeronáutico. Aqui você também pode divulgar qualquer coisa voltada à comunidade aeronáutica. É fácil e grátis.

Compartilhe:

Compartilhe:
Mais Notícias
  1. Copyright ® 2016 AeroJota - Todos os direitos reservados
  2. |
  3. Produtiva WD