Aerojota
aerojotaclassificados Aerojota
(11) 94733-7020 Aerojota
(11) 3771-5737 Aerojota

Tecnicamente um raio pode derrubar um avião? / Piloto José Passarelli

Pensar nos aproxima.


Pensar nos aproxima


Raio Derruba Avião?

Tecnicamente, um raio pode derrubar um avião?

Dizemos tecnicamente, pois isso só seria possível, hoje em dia, se o raio atingisse partes que já estivessem suscetíveis a causar problemas. Porém, fique calmo! Visto que, máquinas como essa passam por constantes manutenções, raramente elas irão decolar sem estar em perfeitas condições de voo.

O último registro de acidente aéreo causado por raio está datado do ano de 1967, quando uma descarga atingiu o tanque de combustível de uma aeronave americana, provocando uma explosão catastrófica no céu. Ou seja, já são quase 50 anos sem nenhum acidente aéreo causado por raio.

Isso porque desde aquela época, muito se aprendeu sobre o que deveria ser aprimorado, em termos de parte elétrica e de fuselagem, para proteger passageiros e tripulação.

E se o avião for atingido por um raio, o que acontece?

Viajar de avião pode ser um momento de grande tensão para muitas pessoas, gerando desconforto desde a espera no aeroporto até a chegada ao destino final.

Agora imagine, em meio a todo o nervosismo, presenciar a incidência de um raio sobre a aeronave.

As chances de esse fato acontecer não são pequenas, entretanto, na maioria das vezes são imperceptíveis.

Estima-se que, em média, todo avião de frota comercial seja atingido levemente por um raio mais de uma vez a cada ano.

Em 2014 a aeronave Boeing 737-800, com 66 passageiros a bordo, que fazia o trajeto Brasília-Fortaleza, foi atingida por uma descarga durante uma tempestade.

Já em 2015, dois casos foram registrados, em um espaço de tempo de quatro meses.

Em abril, os passageiros da empresa Européia se assustaram quando um raio atingiu o bico do Boeing 757 da companhia e deixou um rombo na fuselagem.

No mês de agosto, um raio caiu diretamente na parte traseira de um Boeing que estava na pista de decolagem do Aeroporto Internacional de Hartsfield-Jackson, em Atlanta nos Estados Unidos.

Mesmo que nenhum dos muitos episódios citados tenha se transformado em tragédia, é normal ficarmos apreensivos, nos perguntando se um raio pode causar danos ao avião.  

Leia o avião; pilote o manual!

Fique vivo; voe padrão comte!

Coluna do Aviador José Passarelli

Engenheiro Cívil
Professor Universitário
Instrutor de Navegação Aérea
Teoria de VooAerodinâmica em Voo em Escolas de Aviação Civil
Escreve voluntariamente para o site AeroJota.

GOSTOU? ENTÃO NÃO DEIXE DE ACOMPANHAR TODOS OS DIAS NESTA COLUNA MAIS UMA GRANDE HISTÓRIA!

Para ler mais causos, curiosidade e dicas de aviação, siga a COLUNA DE JPASSARELLI no site AEROJOTA.

Curta nossa página no Facebook AeroJota Classificados nosso site AEROJOTA, ou Instagram @aerojota onde você encontra classificados de produtos, serviços aeronáuticos, filmes, fotos de aviões, dicas  e tudo que seja de interesse ao público aeronáutico. Aqui você também pode divulgar qualquer coisa voltada à comunidade aeronáutica. É fácil e grátis.

Compartilhe:

Compartilhe:
Mais Notícias
  1. Copyright ® 2016 AeroJota - Todos os direitos reservados
  2. |
  3. Produtiva WD